Surfistas engajados por justiça socioambiental

Ecosurfi representa a comunidade do surfe em Brasilia

Ecosurfi representa a comunidade do surfe em Brasilia Ecosurfi representa a comunidade do surfe em Brasilia

Noite do Surfe pelo Social em Itanhaém

Encontro tem como proposta reunir a comunidade do surfe

Encontro tem como proposta reunir a comunidade do surfe Encontro tem como proposta reunir a comunidade do surfe

Projeto faz diagnóstico de áreas potenciais para Ecoturismo

Levantamento aponta atrativos em Itanhaém/SP

Projeto faz diagnóstico de áreas potenciais para Ecoturismo Projeto faz diagnóstico de áreas potenciais para Ecoturismo

Ecosurfi encoraja surfistas a discutir Gestão Costeira

Comunidade do surfe cobra mais atenção com as praias

Comunidade do surfe cobra mais atenção com as praias Comunidade do surfe cobra mais atenção com as praias

Profissionais da Escola Ecosurfi passam por “reciclagem”

Curso de Formação e Atualização de Instrutores de Surfe

Curso de Formação e Atualização de Instrutores de Surfe Curso de Formação e Atualização de Instrutores de Surfe

Semana do Meio Ambiente debate surfe e sustentabilidade

O seminário vai debater o engajamento dos surfistas

O seminário vai debater o engajamento dos surfistas O seminário vai debater o engajamento dos surfistas

Ecosurfi “dropa” no Ibirapuera

Projetos que defendem a biodiversidade foram expostos

Projetos que defendem a biodiversidade foram expostos Projetos que defendem a biodiversidade foram expostos

Programa de voluntariado da Ecosurfi

Visa criar uma rede para o engajamento público

Visa criar uma rede para o engajamento público Visa criar uma rede para o engajamento público

Instrutores da Escola Ecosurfi recebem treinamento

O objetivo do projeto é ensinar técnicas para resgates no mar

Instrutores da Escola Ecosurfi recebem treinamento do Salva Surfe Instrutores da Escola Ecosurfi recebem treinamento do Salva Surfe

“Onde o mar encontra as pessoas” será lançado na Ecosurfi

Documentário traz o panorama das relações humanas com o mar

“Onde o mar encontra as pessoas” será lançado na Ecosurfi “Onde o mar encontra as pessoas” será lançado na Ecosurfi

Vitória contra o projeto Porto Brasil

Terra Indígena é demarcada e restingas são protegidas

Terra Indígena é demarcada e restingas são protegidas Terra Indígena é demarcada e restingas são protegidas

Viva Mata 2011 vai debater surfe e gestão costeira

Debate tem como foco discutir as zonas costeiras

Debate tem como foco discutir as zonas costeiras Debate tem como foco discutir as zonas costeiras

Ecosurfi atua na criação de área protegida em SP

Decreto oficializa a criação do mosaico de UC,s

Ecosurfi atua na criação de área protegida em SP

Ecosurfi lança a campanha "Onda Limpa"

Com o slogan "Educação Ambiental é a Nossa Praia", a ONG Ecosurfi lançou no último sábado (12), a campanha Onda Limpa nas praias do município de Itanhaém no litoral sul do estado de São Paulo.

Tradicionalmente realizada desde o ano de 2005 no município durante os meses do verão, a campanha recebeu em seu primeiro final de semana a presença de mais de 300 visitantes, que passaram pelas tendas colocadas na areia da Praia do Sonho em busca de conhecimentos e praticas ambientalmente sustentáveis.


Devido ao grande fluxo de turistas que buscam descontração no litoral, o fornecimento de atividades de educação e sensibilização ambiental na praia é mais uma opção de lazer e entretenimento para o publico que se interessa pelo tema.

Através de uma estrutura de 120m² a campanha Onda Limpa é um espaço de interação e socialização de informações sobre meio ambiente, além de ser referência no combate à poluição das praias na Baixada Santista, uma vez que através de banners, faixas e o museu do lixo, servem de instrumentos para alertar a população sobre o problema que a poluição causa no ambiente marinho.

Com uma equipe formada por 08 monitores fornecidos pela parceria da ONG junto ao Governo Municipal de Itanhaém e 04 estagiários fruto do convênio da Ecosurfi com a PUC/Minas, a campanha oferece exposições monitoradas, oficinas de artesanato com material reutilizado e reciclável, além da disponibilização de sacolinhas retornáveis para o acondicionamento do lixo gerado pelos visitantes na praia.

Nesse ano a campanha Onda Limpa estará funcionado de terça a domingo das 09:00h às 17:00h na Praia do Sonho em Itanhaém. Maiores informações: 13 9751 0332 – 9116 3403 – 9718 1872.

Apoio: Governo Municipal de Itanhaém através das Secretárias de Habitação e Meio Ambiente, Secretaria de Turismo e Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo / SMA e CETESB (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) e MEDI (Movimento Estudantil de Itanhaém).

Confira a Galeria de Fotos: http://picasaweb.google.com.br/joaomalavolta/EcosurfiCampanhaOndaLimpa2008

Leia Mais ►
Read more...

Ecosurfi realiza mutirão de limpeza na Ilha do Cardoso

No dia 30 de Abril, a Organização Não Governamental sem Fins Lucrativos Ecosurfi realizou na Praia de Maruja na Ilha do Cardoso em Cananéia, mais uma de suas ações de mutirão para limpeza de áreas litorâneas.

Em 6 anos, a Ecosurfi já percorreu boa parte da costa Paulista, atuando em mais de 25 praias. A ação faz parte do trabalho de campo da Ecosurfi, onde são recolhidos, com a ajuda da população local e turistas, os resíduos sólidos das praias.

Nessa ultima atividade a ONG contou com a participação de cerca de 30 voluntários que percorrem cerca de 2 mil metros da praia de Maruja.Antes de iniciar o mutirão, os ativistas da Ecosurfi realizam uma explanação voltada à sensibilização ambiental, onde os participantes tomaram conhecimento das questões ecológicas e impactos ambientais.Entre os voluntários estavam cerca de 15 crianças da comunidade local que mostraram aos turistas que estavam na praia uma verdadeira aula de cooperativismo e cidadania em prol do meio ambiente.Após aproximadamente 2h de trabalho, foi possível recolher da areia da praia e do junduzal o total de 223 kilos de detritos que em sua maioria eram constituídos por plásticos.

Com o término das atividades foram entregue certificados de participação para os voluntários e guias com informações sobre o problema da poluição nas praias e oceanos.
Leia Mais ►
Read more...

Representantes da Ecosurfi participam do Encogerco

Na ùltima semana entre os dias 27 e 29, aconteceu em Florianópolis / SC, o 3º Encogerco (Encontro Nacional de Gerenciamento Costeiro).

O encontro teve como objetivo básico mobilizar e fortalecer a posição da sociedade civil e dos demais atores envolvidos na gestão costeira para elaboração dos princípios de um novo Plano Nacional para a Gestão Ambiental da Zona Costeira e Marinha do Brasil.

Participaram do encontro entidades da Sociedade Civil, incluindo ONGs, as universidades e seus pesquisadores professores e alunos, órgãos governamentais como Ibama, MMA além de importantes setores da iniciativa privada.

A Abertura do evento foi realizada pelo Secretário Executivo do Fórum Paulista de Mudanças Climáticas, Fábio Feldmann, que já foi secretário do meio ambiente do estado de São Paulo. Em sua apresentação Feldmann abordou os problemas que o aquecimento da global produzirá na zona costeira, em especial no litoral brasileiro.

Segundo Feldmann, qualquer plano de gerenciamento costeiro no mundo deverá incorporar as dimensões climáticas. “O aumento da temperatura do planeta afetará em muito o desenho da nossa zona costeira, sendo muito importante dentro de qualquer planejamento investimentos públicos e privados em infra-estrutura”.

Durante o encontro os participantes puderam conhecer e participar das exposições de painéis com trabalhos de pesquisas voltados para a área costeira, apresentações orais e palestras sobre ações conservacionistas no litoral.

A proposta central do encontro foi de abrir novas possibilidades de atuação na gestão ambiental nas diferentes realidades regionais em benefício da integração, participação comunitária e das novas demandas a serem atendidas, essas foram às propostas do Encogerco que definiu a base, diretrizes e condicionantes da sociedade visando à elaboração do novo plano nacional.

Entre as principais novidades para o novo Plano Nacional do Gerenciamento Costeiro e Marinho, está a possibilidade de formalizar a gestão integrada de bacias hidrográficas e zonas costeiras, que até o momento eram pensadas separadamente.

Possuindo 26 quilômetros de área costeira e a segunda maior bacia hidrográfica do estado de São Paulo, a cidade de Itanhaém possui um papel importante na gestão dos recursos costeiros da Baixada Santista.

Buscando conhecimento e estar atualizada com as questões da zona costeira e marinha a Ecosurfi se fez representar durante o encontro pelo seu diretor de mobilização Marcus Vinicius de Souza que esteve em Florianópolis participando dos trabalhos.
Para Souza o Encogerco reuniu os principais atores sociais que desejam participar do desenvolvimento da Zona Costeira Brasileira.

“Foi muito proveitosa a nossa participação, pois durante os três dias do encontro foi possível conhecer como anda a qualidade da área costeira brasileira e saber as propostas para o novo Plano Nacional do Gerenciamento Costeiro e Marinho”.

O Encogerco 2006 teve a sua realização organizada pela a Agência Brasileira de Gerenciamento Costeiro, Agência Costeira, instituição reconhecida internacionalmente e constituída como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, desde 2002 é a responsável pela coordenação do ENCOGERCO.

Leia Mais ►
Read more...

Ecosurfi e Instituto Elektro realizam atividade ambiental

No ultimo dia 25 de novembro a Ecosurfi desenvolveu junto ao Programa Fazer e Acontecer” do instituto Elektro o projeto: Vivências na Mata”, realizado pela entidade. Em uma parceria inédita a Ecosurfi recebeu em sua sede os estudantes do Instituto Elektro que participaram das atividades de sensibilização e educação ambiental no auditório da ong e na Trilha do Piraguyra.As atividades realizadas foram desde palestras sobre Empreendedorismo social até percepção ambiental, que possibilitou aos estudantes uma visão geral sobre ações efetivas do terceiro setor na área ambiental e noções de conservação. Após as explanações os alunos foram levados até a trilha ao lado da sede da Ecosurfi que se localiza no Morro do Piraguyra na cidade de Itanhaém. As atividades de campo se basearam nos princípios da conduta consciente em ambientes naturais, o que possibilitou uma nova visão dos estudantes sobre o que é meio ambiente.
Durante os primeiros minutos de caminhada os visitantes puderam descobrir a quantidade de animais e plantas que habitam a mata atlântica, além de receberem informações sobre os processos de degradação ambiental desse bioma.

Para o diretor de Educação Ambiental da Ecosurfi André Barbosa, o projeto “Vivencias na Mata”, tem o papel de religar as pessoas ao ambiente natural. “Hoje em dia é fato que as pessoas só preservam aquilo que conhecem, com isso nos tornamos visível àquilo que a maioria das pessoas só conhecem pela televisão”.

O primeiro ponto de parada do grupo na trilha foi o Mirante do Tapete Verde, que possibilita aos visitantes uma visão geral e abrangente do manguezal do Rio Itanhaém até as escarpas da Serra do Mar. Logo em seguida os estudantes chegaram a primeira clareira, onde começou a dinâmica de grupo.

No primeiro momento todos os alunos colocaram vendas nos olhos para aguçarem as percepções dos sentidos sem a visão, com isso foi possível que eles se sentissem integrados totalmente com a mata.

Em seguida foi pedido que todos dessem as mãos e caminhassem com os olhos vendados pela trilha, apenas com o auxilio dos monitores como guias. Essas atividades serviram para que os visitantes despertassem o sentimento de cooperação uns com os outros durante a caminhada.

Todos foram levados ao Circulo de Árvores, para que tocassem com as mãos algumas espécies nativas, após o grupo estar todo envolvido na atividade foram trazidos de volta para o ponto de partida na clareira onde vendaram os olhos.

Nesse momento foi pedido para que retirassem as vendas e procurassem sem a ajuda dos guias às árvores que foram sentidas durante a dinâmica. Sem exceção todos os participantes encontraram o local onde foram levados. Ao término foi feito um circulo para que todos relatassem as suas experiências durante àquelas horas em que estavam fazendo as vivências na mata.

Os alunos se sentiram muito à vontade em dizer que estavam felizes e surpresos com as experiências que acumularam naqueles momentos. Com o fim das atividades todos se sentiram mais a vontade em saber como lidar e respeitar os ambientes naturais, levando como lembrança o verdadeiro sentimento preservacionista que norteia as ações, campanhas e projetos da Ecosurfi.
Leia Mais ►
Read more...

Ecosurfi conquisa titulo de membro oficial da ong Clean Up The World

No mês de setembro a Ecosurfi realiza tradicionalmente a campanha, “Clean Up The World”, conhecida no Brasil como “Vamos Limpar o Mundo”, e que acontece em mais de 130 paises e já mobilizou mais de 35 milhões de pessoas em todo o mundo.

Após quatro anos consecutivos coordenando a campanha na cidade de Itanhaém a Ecosurfi foi contemplada pela ong australiana Clean Up The World que é responsável pela organização das ações em todo o planeta com o certificado de Membro Oficial da entidade na realização do evento.
Segundo o dirigente da Ecosurfi, Andre Barbosa, esse certificado é o reconhecimento e a consagração do nosso trabalho. “Ficamos surpresos com a consideração que tiveram com a Ecosurfi nos concedendo o titulo de membro oficial da maior campanha de despoluição e sensibilização ambiental do mundo”.

O titulo de membro oficial garante as organizações que o possuem a citação dos resultados de suas campanhas junto ao relatório oficial emitido pela ong australiana ao Programa das nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), que emite os dados em um documento que garante a credibilidade da campanha e das entidades que coordenam regionalmente as atividades.
Leia Mais ►
Read more...

Ecosurfi participa da revisão do PDDI

Vendo a necessidade de Itanhaém se adequar ao Estatuto das Cidades, principalmente, às questões, ambientais, urbanísticas e demais assuntos relevantes ao desenvolvimento e gestão da Cidade, o Governo Municipal, em março deste ano, através do Decreto Municipal n° 2374 instituiu que o Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado (PDDI) de Itanhaém iniciasse os trabalhos de revisão e de atualização de suas diretrizes.
Tendo como objetivo acompanhar o andamento do Grupo de Estudo do Meio Ambiente (GEMEIO), responsável pelo meio ambiente, recursos hídricos, paisagem e educação ambiental, a Ecosurfi participou ativamente de todas as reuniões encaminhando propostas para alteração e revisão do texto PDDI.

Os estudos também tiveram equipes formadas por servidores públicos e associações representativas dos vários segmentos da sociedade, como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Itanhaém (AEAI) e Associação Comercial, Agrícola e Industrial de Itanhaém (ACAI).

A lei complementar nº 30, de janeiro de 2000, que institui o Plano Diretor está sendo revisada por segmentos, onde os grupos se responsabilizam pelo setor que lhes competem.
Durante os encontros foram discutidos os itens que constam no Plano Diretor de 2000, para que sejam incluídas novas necessidades e excluídas informações desnecessárias. Vale ressaltar que a presença da população e da sociedade civil organizada foi de fundamental importância para o desenvolvimento dos estudos.
Segundo o dirigente da Ecosurfi, João Malavolta que esteve em todas as reuniões, é de suma necessidade rever as diretrizes do plano. “Por vivermos em um sistema democrático é sempre admirável e fundamental trazer a sociedade para debater sobre seus próprios interesses, ainda mais hoje em dia que as questões possuem total relevância nas questões de interesse público”.

PDDI - Com base nas ações que precisam ter como premissas básicas o interesse público, o espírito democrático, o respeito à cidadania e a transparência dos atos administrativos, a revisão foi realizada por sete grupos e uma comissão de acompanhamento, que se reuniram, pelo menos, uma vez por semana, foram eles:
Leia Mais ►
Read more...

ONG ECOSURFI Concorre a Prêmio

A ONG Entidade Ecológica dos Surfistas (Ecosurfi) está concorrendo ao Prêmio Comunidade em Ação 2006, promovido pelo jornal A Tribuna de Santos e pela Companhia Piratininga de Força e Luz (CPFL).

Nesta quarta-feira, o jornal A Tribuna publicou uma página sobre a Ecosurfi. Todas as quartas-feiras, desde abril, o jornal A Tribuna publica alguma ação voluntária.

As reportagens serão publicadas até setembro, dando um total de 25 projetos selecionados, dos quais quatro serão premiados.A Ecosurfi está concorrendo na categoria entidades, mas há ainda as categorias individual e grupos. O quarto será escolhido através de votação da própria comunidade.
No dia 8 de novembro acontecerá a premiação.

O Prêmio é destinado a valorizar ações voluntárias de grupos ou pessoas que abdicam de seu tempo em benefício de causas sociais."É uma satisfação e uma alegria sem tamanho participar desse Prêmio. O reconhecimento pelo nosso trabalho demonstra que estamos tendo resultado e isso só nos motiva a lutar cada vez mais", fala André Coimbra, diretor da Ecosurfi.
"Mesmo que não ganhemos, já estamos felizes. Há projetos muito bons concorrendo, como o "Reciclando a Favor da Vida" ou o "Lar das Moças Cegas", que já existe há 63 anos", declara João Malavolta", diretor de Educação Ambiental da ONG. "Agora só nos resta torcer e continuar atuando", diz.

Comunidade em Ação - O Prêmio já está na quarta edição, premiando iniciativas desde 2003. O objetivo é divulgar ações voluntárias em prol de causas sociais e estimular, através da divulgação desses trabalhos, outros setores da sociedade civil a adotarem o mesmo caminho ao despertar na coletividade a importância dessas ações voluntárias em benefício de todos.

Podem se inscrever para o Prêmio tanto pessoas físicas, através de grupos, como pessoas jurídicas de direito privado, com atuação em qualquer município da Região Metropolitana da Baixada Santista. É preciso estar atuando há mais de um ano e não ter fins lucrativos.

Os vencedores serão escolhidos por uma comissão julgadora formada por cinco pessoas. Os membros serão um representante de A Tribuna, um da CPFL, um da diocese de Santos, um do Fundo Social de Solidariedade do Estado e um do Instituto Ayrton Senna. Cada um dos premiados receberá um troféu e uma placa.A escolha dos premiados inclui diversos critérios.

Serão avaliados o impacto social do trabalho realizado, o grau de mobilização e motivação que o trabalho gera na comunidade, o tempo abdicado na realização no trabalho desenvolvido, o ineditismo e a criatividade da ação em sua forma e aplicação e o potencial de multiplicação da idéia. Para cada critério será dada um pontuação de 1 a 5, para se chegar nos quatro trabalhospremiados. No site do Comunidade em Ação podem ser encontrados todos os que já estão concorrendo.
Leia Mais ►
Read more...

Ecosurfi e comunidade fazem ato em Histórico

Resgatar os valores histórico-culturais, turísticos e ambientais do Centro Histórico de Itanhaém, disseminar a sustentabilidade e sensibilizar a população para a reflexão e a mudança de hábitos. Esses foram os objetivos da Entidade Ecológica dos Surfistas (Ecosurfi) ao organizar com parcerias diversas atividades e dinâmicas que envolveram a comunidade numa ação direta pela preservação do Centro Histórico, um dos principais pontos turísticos da cidade.O projeto Passando a História a Limpo foi um verdadeiro ato intergeracional em prol do Meio Ambiente, da história do Brasil e do desenvolvimento de Itanhaém. Entre crianças e adultos, grupos de amigos e famílias, o evento promovido pela Ecosurfi reuniu quase 300 pessoas na Praça Narciso de Andrade no sábado, 17 de junho.
Para o secretário de Mobilização da Ecosurfi, Marcus de Souza Ferreira, o projeto foi prova do quanto as pessoas têm vontade de trabalhar voluntariamente e ajudar projetos sociais.

"Durante todo o dia você não via uma só pessoa com cara feia por estar lá, trabalhando de graça. Ou mesmo as pessoas que se inscreveram no projeto, para assistir as palestras ou participar da ação de despoluição, do plantio de mudas. Estavam todos lá de boa vontade", disse.
Leia Mais ►
Read more...

Ministra Marina Silva recebe ONG Ecosurfi

A ministra do Meio Ambiente Marina Silva abriu oficialmente o V Congresso Ibero-americano de Educação Ambiental.

Após a solenidade de abertura, o secretário de Mobilização da Ecosurfi, Marcus Vinicius de Souza, parabenizou Marina Silva pelo seu trabalho e entregou material da Ong para a ministra.

Seguindo a linha de seu discurso, que enaltece a importância da iniciativa de jovens para a preservação ambiental, a ministra agradeceu e reconheceu a importância de trabalhos como os realizados pela Ecosurfi.

"Cada vez mais os jovens estão se organizando e militando em prol de uma sociedade melhor", falou. O V Congresso Ibero-americano de Educação Ambiental está reunindo mais de cinco mil pessoas em Joinvile (SC) para "revisitar" o Tratado de Educação Ambiental e analisá-lo frente ao contexto atual. O documento foi originado no Fórum Global, evento realizado por organizações da sociedade civil durante a Rio 92 (Convenção das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento).
Leia Mais ►
Read more...

ECOSURFI participará de congresso internacional de Educação Ambiental


A Ecosurfi está auxiliando na organização de uma caravana de Itanhaém para participar do V Congresso Ibero-americano de Educação Ambiental, a ser realizado em Joinville, Santa Catarina, de 5 à 8 de abril.

Representarão a cidade no evento, além da Ecosurfi, alunos do Curso de Formação de Monitores Ambientais do “Projeto Guapuruvu” e sua coordenadora pedagógica, Lívia Guaraldo, a coordenadora do projeto “Reciclando a favor da Vida”, Roseli Cunha, além do Conselho do Terceiro Setor de Itanhaém, que também enviará representante.

São esperados 4.500 congressistas entre militantes de redes de Educação Ambiental (EA), Ong’s, movimentos sociais, instituições públicas e privadas, educadores e estudantes oriundos de Colômbia, Costa Rica, Venezuela, Nicarágua, República Dominicana, Espanha, Guiana Francesa, Brasil, Equador, Uruguai, México, Peru, Paraguai, Panamá, Portugal, Moçambique e Cabo Verde.

O objetivo geral do evento é debater a contribuição da EA na construção de valores, bases culturais e bases políticas de modo a contribuir para a promoção de sociedades sustentáveis. Nos específicos, consolidar e ampliar a Rede de Educadores Ambientais Ibero-americanos e expandir a iniciativa de articulação e cooperação internacional para os países de língua portuguesa.
Leia Mais ►
Read more...

Voluntárias são homenageadas na Feira da Mulher


No dia 8 de março, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, a Ecosurfi realizou exposição de fotos de voluntárias participando das ações que a Ong desenvolve.

A exposição foi na Feira da Mulher, evento que aconteceu no Centro do Produtor de Itanhaém em reconhecimento ás mulheres de Itanhaém.


Iniciativa do Governo Municipal em parceria com comerciantes e entidades, o evento ofereceu às mulheres presentes exame contra o câncer de útero, corte de cabelo, apresentações artísticas, sorteios de brindes, entre outras atrações e serviços.

O secretário da Ecosurfi, Marcus Vinícius de Souza, responsável pela exposição, afirma que a Ecosurfi não poderia deixar de fazer esta homenagem, pois as mulheres participam em massa das ações que a entidade desenvolve.“É sempre grande o número de voluntárias em nossas ações de limpeza de praias e dunas.

Até quando vamos para o mangue, que é um lugar que exige mais esforço físico”, declara de Souza. Ele diz também que as mulheres costumam ser protagonistas em movimentos, sejam sociais ou ambientais, por causa da dedicação, comum a elas.
Leia Mais ►
Read more...

Ecosurfi em Garopaba

Em uma ação relâmpago, dia 28 de janeiro de 2006 voluntários da Ecosurfi sensibilizaram turistas e moradores da Guarda do Embaú em Garopaba/SC. Com apenas materiais ilustrativos sobre os problemas da poluição nas praias ativistas percorreram cerca de 2 mil metros da praia para conversar com os freqüentadores.Entre os materiais distribuídos estavam uma cartilha sobre o impacto do lixo no litoral, boletim informativo da Ecosurfi e alguns guias sobre reciclagem. Todo material disponibilizado é de caráter educativo, o que possibilitou ao público maior conhecimento sobre as questões ambientais sobre tudo a zona costeira.
Aproximadamente 60 pessoas receberam o “toque ecológico” dos militantes da entidade, que através de uma simples ação conseguiram mobilizar a opinião das pessoas além de promoverem e disseminar de ética ambiental que norteia as campanhas da Ecosurfi.
Para a estudante de Jornalismo, Cíntia Schilickmam, 25, é muito bom ver pessoas comprometidas com a qualidade do nosso litoral. “Sempre que venho à praia presto atenção na quantidade de lixo que se acumula na areia, vejo com bons olhos a disposição da Ecosurfi em combater esse tipo de agressão ao meio ambiente”.

Após uma hora e meia de caminhada abordando o público foi possível entender a necessidade de campanhas mais eficazes de educação ambiental.

Segundo Marcus de Sousa, Diretor de Mobilização da Ecosurfi, com essa pequena ação é perceptível notar que as praias merecem mais cuidados. “Foi possível notar a surpresa do público quando informados sobre o caráter da nossa operação e a receptividade deles para a questão”.
Leia Mais ►
Read more...

Projeto de conscientização turística e ambiental atinge 6.500 crianças


O diretor de Ecoturismo da Ecosurfi, André Barbosa, participou voluntariamente do projeto da Secretaria de Turismo de Itanhaém “Redescobrindo Itanhaém - Educação Turística e Ambiental”, que foi desenvolvido nos mese de outubro, novembro e dezembro em 19 escolas da Rede Municipal de Ensino. Ao todo, cerca de 6.500 crianças de 1ª à 4ª séries entre 7 e 11 anos participaram das atividades.

O projeto consiste em palestras, atividades recreativas de campo e apresentação de vídeos explicativos, com o intuito de aumentar o amor das crianças pela cidade e conscientizá-las sobre a importância do turismo para a cidade e região.

“Acreditamos que só assim poderemos formar jovens conscientes para dar a sua contribuição ao seu próprio futuro e da cidade”, fala o responsável pelo projeto, o turismólogo Ivan dos Santos.

Como Itanhaém é uma cidade privilegiada no aspecto ambiental, possuindo grande potencial ecoturístico, a temática não poderia ficar de fora do projeto. Barbosa, que auxilia o desenvolvimento do projeto nesse quesito, acha que “é fundamental fazer as crianças aprenderem a gostar do meio ambiente”.

“Quando começamos a olhar para a natureza com outros olhos, fica muito mais fácil aprendermos a gostar da nossa cidade. E ainda, fica mais fácil de entender o potencial turístico de Itanhaém e a importância econômica do setor para a cidade”, diz o diretor da ONG.
Leia Mais ►
Read more...

ECOSURFI participa de Congresso com ecojornalistas de quatro continentes


Em busca de conhecimento, dois diretores da ECOSURFI participaram, nos dias 12, 13 e 14 de outubro, do I Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental, realizado no SESC – Santos, e divulgaram o nome de Itanhaém e o trabalho da ECOSURFI para o mundo.

Estudantes de jornalismo, os diretores de Planejamento da ONG, João Malavolta, e de Comunicação, Bruno Pinheiro, fizeram parte deste evento que está sendo considerado um divisor de águas no setor.

Organizado pela Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental (RBJA), o evento juntou quase 1000 ecojornalistas e estudantes engajados na área ecológica para debater os caminhos das pautas ambientais e trocar informações e experiências.

“É muito bom ter contato com pessoas que já possuem um vasto histórico de atuação e experiências para nos transmitir”, fala Malavolta. Ele explica ainda que a participação em eventos deste calibre serve, sobretudo, para aprender. “É muita informação. Muita gente fazendo muita coisa. A partir dos modelos que vimos, podemos desenvolver algo adaptado à nossa realidade. É como diz a Agenda 21, ‘pensar global e agir local’”.

Para a coordenadora de comunicação da Fundação SOS Mata Atlântica, Ana Lígia Scachetti, a comunicação no âmbito do terceiro setor é fundamental para, além de divulgar as ações realizadas, transmitir a ideologia das entidades à sociedade em geral. “As emergências tratadas pelas instituições que representam movimentos da sociedade civil têm que submergir, saltar aos olhos do público em geral e também dos específicos, para que não sejam recado apenas de ONG para ONG”.

De acordo com um dos moderadores da RBJA, Adalberto Marcondes, que é também editor da site Envolverde (www.envolverde.com.br): “Verde deve ser a cor do jornalismo no século 21”.
Leia Mais ►
Read more...

Ecosurfi e Satélite Comunidade conscientizam crianças carentes


No dia 10 de novembro, a Ecosurfi finalizou com duas palestras o projeto de educação ambiental Satélite Comunidade de Olhos N’Água, desenvolvido de agosto a novembro pelo Programa Satélite Comunidade, que atende 240 crianças e adolescentes carentes de Itanhaém.


No período que ficariam em casa ou na rua sem nada a fazer elas freqüentam o Programa, onde têm aula de capoeira, futebol, vôlei, artesanato, música e apoio pedagógico. Além disso, antes das atividades é servido um lanche e após, almoço para a turma da manhã e janta para a turma da tarde. “O objetivo é tirar essas crianças das ruas, não deixá-las expostas aos perigos do ócio”, explica a coordenadora do Satélite Comunidade, Célia Regina Pereira Teixeira. Ela fala ainda que esse é um programa nacional que já existe há 10 anos e atende cerca de 50 mil crianças em 400 cidades do país.


A maioria dos jovens acolhidos pelo Programa em Itanhaém mora em áreas verdes e de manguezal invadidas. Pensando nisso, a educadora do apoio pedagógico do Satélite Comunidade e responsável pelo projeto, Fernanda Cavalheiro Berti, trabalhou a temática preservação do meio ambiente, com enfoque mais voltado para os recursos hídricos.


“Para facilitar a assimilação, todos os assuntos abordados e atividades desenvolvidas culminaram na produção de textos teatrais, músicas, desenhos, redações e mensagens”, fala Fernanda.


Porém, ela admite ter tido um problema no decorrer das atividades: o pouco tempo para pesquisar sobre a situação local. Para resolver esse problema Fernanda convidou a Ecosurfi, que trouxe para perto das crianças tudo o que elas já haviam visto, contextualizando as informações passadas a elas no âmbito municipal.


“É sempre bom que as crianças ouçam outras vozes sobre o assunto, principalmente quando a voz é de uma entidade com bastante conhecimento e experiência para transmitir”, declara Cavalheiro Berti.


Além das palestras, a voluntária da entidade Fernanda Rosa Gonçalves ensinou as crianças a fazer artesanatos com materiais recicláveis, utilizando caixinhas de leite e jornal. “Reutilizar resíduos que antes não passavam de lixo serve para mostrar que pode haver alternativas para os problemas que mostramos”, fala a voluntária.


Ao final do dia, a constatação de que sementes foram plantadas. Luci Martins, 10 anos, uma menina atendida pelo Satélite Comunidade, diz o que ela aprendeu sobre a natureza. Surpreendentemente: “A gente tem que fechar a torneira quando escovar os dentes, não pode jogar papel, canudinho fora da lixeira. Se poluir os animais não vão viver e sem a natureza a gente não vive. Se a natureza morrer a gente também morre”.
Leia Mais ►
Read more...

ECOSURFI Participa do Simpósio Recupera Litoral


Aconteceu entre os dias 17, 18 e 19 de novembro o primeiro Simpósio Regional de Recuperação de Áreas Degradadas nas Formações Litorâneas, no Complexo de Eventos e Convenções da Costa da Mata Atlântica localizado em São Vicente.

O objetivo do evento foi de conscientizar a população da Baixada Santista sobre a importância de recuperar áreas degradadas, bem como encontrar soluções para os desafios enfrentados por pesquisadores e entidades que trabalham com a preservação ambiental.

As principais entidades ligadas à defesa do meio ambiente da região e do País marcaram presença no simpósio. A Ecosurfi esteve presente através de um estande concedido pela prefeitura de São Vicente. O espaço serviu para a ecosurfi divulgar o projeto: Preservação das Praias, que a ong vem realizando desde o ano 2000, o qual realiza atividades de mobilização popular e educação ambiental.

Com mais de 1.200 inscritos o Simpósio Recupera Litoral foi um dos maiores eventos para profissionais e estudantes ligados ao tema meio ambiente no litoral paulista. Todos os participantes tiveram a oportunidade de assistir palestras e conhecer projetos de recuperação costeira realizados em todo o litoral brasileiro.
Leia Mais ►
Read more...

Ecosurfi atua na I conferência Municipal Infanto-juvenil do Meio Ambiente

A secretaria de Educação, Cultura e Esportes de Itanhaém, realizou no começo do mês de novenbro, nas dependências do Centro Municipal Tecnológico de Educação, Cultura e Esportes (CMTECE), a I Conferência Municipal Infanto-juvenil do Meio Ambiente que contou com a participação de seis escolas municipais de 5ª a 8ª séries do ensino fundamental.
Durante o encontro, os alunos representantes das unidades escolares, assistiram a vídeos explicativos e palestras que abordaram os assuntos da biodiversidade e a diversidade étnica racial, trazendo para discussão as problemáticas ambientais de suas regiões e escolas, e quais as ações para a resolução destes.

Após o encontro, todas as problemáticas e ações de resolução, serão encaminhadas para Brasília, onde serão compartilhadas na II Conferência Nacional pelo Meio Ambiente, que acontecerá em março de 2006. Essa atividade faz parte do Programa Vamos Cuidar do Brasil, parceria entre o Ministério da Educação e Meio Ambiente.

Além das Escolas Municipais, Dalva Dati Ruivo, Maria Aparecida Soares Amêndola, Vicente Caetano de Lima, Célia Marina Dal' Pozzo Borges, Bernadino de Souza Pereira e Maria Conceição Luz, a I Conferência Municipal Infato-juvenil do Meio Ambiente, também contou com a participação da Entidade Ecológica dos Surfistas (ECOSURFI), departamento do Meio Ambiente que realizaram explanações sobre a temática ambiental.

Segundo o secretário da Ecosurfi, Marcus Vinicius de Souza, que auxiliou os jovens conferentes nas demandas de propostas para serem encaminhadas a Conferência Nacional em Brasília. “A Ecosurfi é uma ong atuante no município de Itanhaém e participar das atividades dessa conferência é muito gratificante, ainda mais quando se lida com jovens”.
Leia Mais ►
Read more...

ECOSURFI participa do Plano de Manejo do PESM


O Parque Estadual da Serra do Mar - PESM, maior unidade de conservação da Mata Atlântica, com 315 mil hectares na faixa litorânea compreendida entre São Paulo e Rio de Janeiro, concluiu o seu Plano de Manejo no ultimo dia 7 de dezembro de 2005.

Considerado um documento estratégico, este plano é inédito e inaugura uma nova etapa na gestão dos parques paulistas pelo Instituto Florestal.

O plano define orientações para o uso público das áreas protegidas do parque, para a conservação da biodiversidade, participação das comunidades, além de facilitar a parceria com empresas públicas e privadas que utilizam o PESM, tais como Petrobras, Sabesp e DAEE.

A equipe encarregada da elaboração do plano foi coordenada pela arquiteta Adriana Mattoso, da Diretoria de Reservas e Parques do Estado de São Paulo, do IF (Instituto Florestal). O grupo realizou mais de dez oficinas durante um ano de trabalho.

A última delas, na quarta-feira desta semana 7/12, na sede do IF, em São Paulo, ainda pode receber propostas e acréscimos. Nesta oficina foi feita a apresentação final do documento para uma plenária formada por membros de órgãos governamentais, comunidades locais do parque, ONGs e demais entidades.

Participaram da reunião todos os gestores dos oito núcleos do PESM, além de representantes do Ministério Público, da Polícia Ambiental, e do ITESP (Instituto de Terras do Estado de São Paulo).

Também estiveram presentes as prefeituras de São Sebastião, representada por André Cabral; e a de Ubatuba, por Euler Feijó. Entre as ONGs e entidades participantes estavam a Ecosurfi, AL Norte, Instituto Holos, AMAP Ecoturista e Cota 100 Consultoria Ambiental.

Para o Diretor de Planejamento e Ed. Ambiental da Ecosurfi João Malavolta que participou das reuniões do plano, essas ações vão representar um importante passo para a preservação desse “hotspot”.

“Sendo a principal área de biodiversidade do Brasil, e uma das maiores do mundo, as ações do Plano visam à preservação desse ecossistema garantindo a sua sustentábilidade”.

O plano de manejo do PESM, documento considerado a referência mais importante para que uma unidade de conservação atinja seus objetivos de preservação, pesquisa e uso público, será apresentado ao Consema (Conselho Estadual de Meio Ambiente), para análise e aprovação, em janeiro.
Fonte: abdl.org.br
Leia Mais ►
Read more...

Colégio Evolução participa do Programa “Vivências na Mata” da Ecosurfi

Tendo como objetivo religar as pessoas aos ambientes naturais a Ecosurfi realizou no dia 28 de maio, mais uma atividade do programa “Vivências na Mata” desenvolvido pela entidade.


Dessa vez o público participante foi os alunos do colégio Evolução, que foram levados pelos monitores da Ecosurfi até a trilha do Morro do Sapucaitava no município de Itanhaém, para o desenvolvimento de atividades educativas em meio à natureza.

Após uma breve caminhada entre uma exuberante área de Mata Atlântica os alunos puderam conhecer de perto a importância dos ecossistemas que compreendem esse bioma.


O grupo que participou programa era formado por alunos com faixa etária que variavam de 15 a 18 anos. Os monitores da entidade usaram de praticas e dinâmicas de sensibilização em ambientes conservados, buscando remeter a importância da preservação ambiental entre os estudantes, contribuindo para formação de um novo consciente coletivo entre esses jovens, possibilitando a eles o aprendizado na prática sobre os valores da educação ambiental.

O ponto forte da atividade é o treinamento da percepção individual de cada aluno enquanto caminha e observa a mata. Para o Diretor de Mobilização da Ecosurfi, Marcus de Sousa responsável pelo programa, essas atividades conseguem gerar uma grande interação do público com o meio ambiente. “É sempre positivo transmitir informações e realizar dinâmicas com grupos em meio aos ambientes naturais, uma vez que ensinar através do exemplo é uma das formas que garante o sucesso das nossas atividades”.
Leia Mais ►
Read more...
Related Posts with Thumbnails
Ocorreu um erro neste gadget

Destaques

Ocorreu um erro neste gadget

  © Ecosurfi Desenvolvimento por Comunicação Ecosurfi Século XXI

Back to TOP